sexta-feira, 27 de novembro de 2009

sonhos, medos e fantasmas.



«Quando amamos alguém, não perdemos só a cabeça, perdemos também o nosso coração. Ele salta para fora do peito e depois, quando volta, já não é o mesmo, é outro, com cicatrizes novas. Às vezes volta maior, se o amor foi feliz, outras, regressa feito numa bola da de trapos, é preciso reconstruí-lo com paciência, dedicação e muito amor-próprio. E outras vezes não volta. Fica do outro lado da vida, na vida de quem não quis ficar do nosso lado.»

A Margarida Rebelo Pinto publicou esta semana mais um livro.  Um livro que só através dos excertos me faz querer dizer que mais uma vez, a mim  e a outras quantas leitoras o quanto nos voltamos a identificar com ela. É que não tenho dúvidas nenhumas.

Sobre o livro: «O Dia em que te Esqueci descreve os sentimentos de uma mulher que luta para esquecer uma paixão idealizada, enquanto a vida lhe vai apresentando outras formas de amor e de amar. Como podemos esquecer alguém que amámos? Segundo a autora, “esquecer é uma forma de morrer, ninguém quer viver a morte ainda vivo”. Esta carta revela-se uma lição sobre os caminhos que é preciso percorrer para alcançar o verdadeiro amor, traduzida numa narrativa envolvente e profunda, levando mais uma vez o leitor a fazer uma viagem interior, à descoberta dos seus próprios sonhos, medos e fantasmas.»

3 comentários:

Nês disse...

Parece interessante

Asiram disse...

deixaste-me com vontade de ler o livro :)

- jezebel disse...

que blogue giro este! vou seguir :D

Beijinhos**