domingo, 11 de outubro de 2009

"someday, somehow I'm gonna make it all right but not right now"



Não posso ficar parada à espera que me digas o que quero ouvir, nem quero ouvir as coisas da boca para fora, por isso, vou-te dar o teu espaço e viver a minha vida.
Se as pessoas não gostam de nós da mesma maneira que gostamos delas, o que havemos de fazer? Vamos ficar estátuas e parar na vida? Não!
Parava se tivesse a certeza que ias permanecer de certa maneira na minha vida, mas se nela vais continuar (de outra maneira) porque hei-de eu não seguir em frente com a minha vida?
Não vou usar ninguém para te esquecer, por dois motivos: não te quero esquecer e não gosto de usar as pessoas. As pessoas não são objectos, ao contrário do que possa parecer. As pessoas têm sentimentos. Uns mais fortes, outros mais fracos.
E eu só não quero perder a oportunidade de ser feliz, nem que seja por um tempo indefinido, nem de perder a oportunidade de descobrir se para além da experiência, existe algo mais que prove que valeu a pena.

Sem comentários: