terça-feira, 6 de outubro de 2009

completamente relacionado com a semana passada



Habituarmo-nos à vida não é uma coisa fácil. E, sinceramente, acho que devíamos ter uma manual de instruções, para sabermos viver. Mas hoje em dia o que não falta por aí são livros com teorias e filosofias baseadas em experiências de vida e que por mais incrível que pareça, verídicas.
O que se passa é que jamais me passou pela cabeça que fosse fácil viver, mas também nunca pensei que era difícil adaptarmo-nos conforme vamos crescendo (ou de outra maneira, envelhecendo). Pronto, e eu sou mais uma daquelas pessoas que em vez de escrever um livro escrevo no meu blogue sobre as minhas fantásticas teorias, filosofias, experiências de vida e pensamentos que ocupam a minha cabeça minuto-a-minuto. E por isso vejo aqui citar, que nós, humanos, maioritariamente nunca estamos contentes com nada, ou por outro lado estamos mal habituados... Porque cada vez há mais coisas que nos facilitam a vida, e nós para além de complicarmos as coisas, apanhamos com um sopro por não estarmos habituados, a pelo menos tentar lidar com a situação, e é por isso que a vida não é fácil. Porque cada vez damos menos valor ao que temos e não nos habituamos aos problemas da vida. Simplesmente, porque cada vez são menos. Em alguns casos, são menos, mas mais complicados.
Tanta palavra para dizer que sim, gosto muito da minha vida mas acho que podemos ir sempre mais além (portanto, nunca estou contente com nada) e depois vem a parte mais fácil, quando aparecem problemas, já olho para a vida de maneira diferente "ah é tão complicado.."... Não é que às vezes não existam mesmo problemas... Não existe é força.. força para seguir em frente! Se há gente que diariamente luta contra cancros e consegue porque é que eu não hei-de conseguir resolver os meus problemas com o mundo? hum? Isto muda. Eu um dia também escrevo sobre todas as minhas teorias, as minhas filosofias e por aí fora!

Sem comentários: