terça-feira, 29 de setembro de 2009

vi

dois gatos pretos ontem ao mesmo tempo, e não estava bêbada! Foi um pré-aviso para a semana, só pode.

ainda não foi desta.

Faltei ao meu segundo treino das segundas.. Porquê? Falta de vontade? Ora essa! Nada disso. Tive uma aula de educação física que só me apercebi que era uma aula no fim. Durante a dita, quase que parecia um treino de ginásio, daqueles em que suamos que nem uns homens! Foi puxado. Não estou habituada a coisas deste tipo.Professor, amanhã tenha dó de mim. Que hoje ainda estou toda partida e quinta não posso estar assim, toda dorida.

posso tipo ...?



raptar aquelas pessoas todas de quem gosto, das menos às mais essenciais, das mais parvinhas às menos tolinhas? Posso? Juntá-las assim todas num sitio onde não existissem contras, aspectos negativos, onde eu as pudesse guardar só para mim? Assim um sitio acolhedor para elas e que não fosse muito distante? Que fosse movível para as levar comigo para todo lado e quando precisasse delas dar-lhe um abanão? (Ou quando eu merecesse um abanão, levá-lo logo).. Um espaço em que não faltasse espaço para sorrir, para chorar, para saltar, para dar cabeçadas, para aprender à primeira, para os carinhos....Um sitio onde coubessem todas e que todas se conseguissem suportar (e suportar-me a mim).. Um sitio tipo o coração? Que faz parte de nós e que tem espaço para quem eu quero lá meter (e que por vezes não consigo esquecer)... É só porque o meu coração está cansado, e porque também precisa de espaço.

Comprava livros

se tivesse mais cabeça para os ler. A sério que tenho vontade de ler. Não tenho é cabeça!

complementariedade

somos complementares uns aos outros, percebes? Não estamos ligados por cadeias duplas ou triplas de hidrogénio mas somos complementares um ao outro. Eu sou complementar a ti. Tu és complementar a mim. Percebido? Pronto.. Fixa bem! Mas tipo bem fixado. Escreve num post-it para não te esqueceres. Escreve!

quando estou deprimida...

a) vou ás compras, passear e se possivel trazer coisas novas para a minha vida
b) vou comer coisas que só fazem mal à sáude mas que aumentam o estado de espírito
c) por vezes choro, e logo a seguir adormeço
d) isolo-me no meu quarto
e) começo a arrumar o quarto (que já não levava uma limpeza a pente fino à algum tempo) e continuo pela casa fora
f) TODAS AS OPÇÕES ANTERIORES!

Tive de volta do relatório

mas ainda não foi hoje que o enviei. Amanhã sem falta

Porque é que tenho de ser sempre eu a ligar ás pessoas

e nunca o contrário? Porque é que as outras pessoas não me ligam mais vezes, porquê? hum?

Mais um dia

Em que alguém não apareceu. Não apareceu para fazer parte da minha vida. Não acordei com alguém ao meu lado, nem com nenhuma mensagem e muito menos com um telefonema. Não me encontrei com ninguém no parque de estacionamento, nem no banco de jardim, nem naquele corredor, nem no passeio.. Não me levaram a ver o pôr-do-sol nem me abraçaram para ver a chuva cair. Não me deram os miminhos saudáveis que tratam da saúde e que me fazem sentir segura. Não apareceu o tão desejado ramo de flores, nem o bilhete no correio, nem a carta no cacifo. Não vi os braços abertos preparados para neles me envolver. Não apareceram as palavras que me aquecem os ouvidos, que me dão a volta à barriga, que me fazem suspirar e desejar o próximo momento. Não ouvi aquela música nem os passos de alguém a chegar. Não senti os dedos entrelaçados com os meus nem ouvi o "Estou aqui". Não senti o toque dos lábios na minha face.. Não senti ninguém. Não senti nada. Mais um dia.

estou aborrecida, pronto.




Pronto os meus pais são uns fixes e independentemente do passado (não que tenham sido más pessoas) mas o meu pai dá-me dores de cabeça. Não me motiva, não confia em mim, nunca confiou na minha mãe (eles estão divorciados), diz que só me lembro dele por interesse, quer que eu me faça uma boa aluna, faz aqueles discursos de pai para aprendermos com eles porque eles fizeram tudo bem (excepto uns erros!) ,só está bem a ralhar comigo, e esquecesse que eu cresci... Que agora as coisas para mim já me fazem pensar, já fazem mais sentido e que já me preocupam. E ele preocupa-me. Consegue deitar-me a baixo de uma maneira, incrível. No entanto, ou o meu grau de estupidez com certas pessoas aplica-se ao meu pai ou simplesmente não sou forte ao ponto de esquecer que ele é meu pai. Meu Pai. (Para me mentalizar bem) Porque não tem sido fácil saber lidar com ele. É bom quando ele se ri, quando vamos dar as nossas voltas pelos subúrbios de Portugal, é bom quando falamos de futuro e as coisas boas devem ficar por aqui. Não, esqueci-me da mais importante, ele sempre fez com que nunca me faltasse nada. Isso é importante mas ele vê as coisas doutra maneira, pronto. Ele tem uns problemas que eu tento não me lembrar e que tento evitar falar no assunto, mas ele parece que ainda não tem idade para perceber as coisas da mesma maneira. Mas cada vez tenho a cabecinha mais confusa, pronto. Vejo-o à semana e o máximo tempo que estou com ele é uma hora. Mas gosto dele, gosto. Não tanto como se calhar gosto da minha mãe. É diferente não? Eu preciso de alguém que lhe mete certas ideias na cabeça para ele parar com filosofias da treta, pronto. Era aqui que eu queria chegar. E estou a ver que esse alguém vou ter de ser eu! Pai, eu gosto de ti, mas pára de ser assim. Eu cresci, mas e tu?

domingo, 27 de setembro de 2009

o tempo não pára



Aprende que na vida nem todos merecem a tua atenção, a tua amizade, o teu sorriso, o teu ombro, a tua mão, as tuas palavras e muito menos a tua personalidade. Lembra-te que passamos metade do tempo a desperdicá-lo com pessoas que não o merecem, e depois arrependemos-nos de não o aproveitar com os que merecem. O mundo é feito de boas e más pessoas, mas no fim, chegamos todos à mesma conclusão: somos todos perfeitamente imperfeitos. Há pessoas que merecem momentos e pessoas que merecem uma vida inteira. E também há um stock. Portanto, quando pensares em entregar-te a alguém, faz uma tentativa, e apercebe-te se vale ou não a pena. De qualquer modo, aprende que a experiência de vida, vale sempre a pena.. Mas quando dás um passo, não precisas de correr.
Não te esqueças de dizer de dizer o que sentes, e nunca deixes para amanhã o que podes fazer hoje. Porque podes não ter a oportunidade. E as oportunidades nunca se esgotam, há sempre alguém que as aproveita.

é muito ou pouco mau?

Para comecar bem a semana e acabar o fim-de-semana não fiz o relatório que devia ter enviado por mail até às 13h de hoje. Pode ser que com sorte ainda consiga entregar na terça feira!

Contudo,

até me esqueci de partilhar o meu segundo lugar no meu (segundo) torneio de ténis.

"estou pronta a saltar de cabeça contra o mar"

Porque é que eu escrevo tanto mas tanto?

Porque "Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.(...)" já dizia o Fernando Pessoa.

O M. será a primeira pessoa a perceber-me :)

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

"we born, we live, we die.

Sometimes not necessarily in that order. We put things to rest, only to have them rise up again. So if death is not the end, what can we count on it? Because you sure can’t count on anything in life. Life is the most fragile, unstable, unpredictible thing (...)"

grey's anatomy

"I know you didn't bring me out here to drown. I will walk on water and you will catch me if I fall"

T.

Tenho saudades de ti, e das nossas horas de almoço. Porque te foste embora? Não me ensinas-te a sobreviver à tua ausência. Ver-te uma vez por semana, não é como ter-te a semana inteira, a maior parte do tempo ao meu lado. Não te dei autorização para ires, mas não te impedi de fazer as tuas escolhas. Estamos a menos de 500m o que faria se estivéssemos a 500km... Por pouco que te diga que gosto de ti, sabes bem que o sinto. Duas palavras: ME-DO. Medo de a nossa relação mudar, mas para quê ter medo? Eu sei que isso não vai acontecer! Porquê? Porque a saudade é a maior prova de que o passado valeu a pena. E a amizade é a prova que o presente continua a valer. E o futuro? O futuro não sei. É uma coisa imprevisível. Mas sei que a saudade e amizade não vão deixar destruir :)

sinceramente, não, percebo..!



Não percebo porque é que um rapazinho que é comprometido há tanto tempo anda a dizer a outra pessoa que gosta dela, e que gosta de estar com ela, e que ao mesmo tempo, não desmente, gostar tanto mas tanto das duas. Rapazinhos, decidam-se está bem? Não digo que não é impossível gostar de duas pessoas ao mesmo tempo, agora acho que uma pessoa consegue chegar à conclusão de quem é que gosta mais... Ai ai..
E não percebo porque é que primeiro os rapazinhos querem uma coisa, e dão a entender que a querem até que a concretizam, e depois quando as coisas acontecem, parecem as crianças que olham para uma montra e dizem que querem 'aquele' brinquedo, mas na semana seguinte, chega a nova colecção e ou ele comprou o primeiro e arrependeu-se por não ter comprado o segundo, ou então comprou os dois e passado uma semana já está farto do último que comprou. Já para não falar de quando mandam os brinquedos para o lixo quando estão como novos.. Mas pronto, já nem vou por aí...
E não percebo aqueles rapazinhos que não mostram o que dizem sentir, não percebo.
Não percebo aqueles rapazinhos que num dia dão a entender que somos a luz do seu dia mas que no outro já somos as nuvens que tornam o nosso dia escuro, e não o deles. Não percebo...
Há coisas que até sou capaz de entender, mas que preferia não entender. Porquê? Porque as aparências iludem, e é difícil mentalizarmos-nos disso. Porque preferimos acreditar que não passam de imperfeições, e que temos de as aceitar quando no fundo o que precisamos é de nos mentalizar, que há defeitos e há feitios, na mesma pessoa.

Sabem do que é que eu extremamente proibida?



não é de comer batatas fritas.Mas sim de mandar mensagens, ou ligar, simplesmente entrar em contacto com certas pessoas, se é que me entendem. Estou proibida de falar para elas. Só elas é que estão autorizadas a falar para mim, se entenderem que o devem fazer. Porquê? Porque há pessoas que não nos merecem, e talvez isto seja uma maneira de ver quem são essas pessoas... que após determinadas atitudes (por vezes das mais covardes) é como se nós deixássemos de existir no mundo da sua razão, e apesar de ser o que dá a parecer, desmentem, ou simplesmente não admitem que já não fazemos mesmo parte do seu mundo.. A não ser que algum interesse brilhe no seu mundo... Apesar de "o fruto proibido é o mais apetecido". No entanto, eu tenho sempre esperanças, que um dia,para além de eu não quebrar as regras, as pessoas acordem do seu mundo e recompensem o erro cometido. Afinal, também só aprendemos com os erros. Comigo também foi assim. Portanto, se todos os humanos erram, todos os humanos aprendem com os seus erros.

Os miúdos revoltados,

a mim irritam-me! Qualquer dia quem se revolta sou eu.

e agora? no que é que eu vou votar?



Toda eu estou com a gripe. Daquelas que nem um antibiótico cura, mas que uns miminhos ajudam! Estou quem nem posso. Estou extremamente constipadissima. Detesto, detesto e detesto. Estou numa situação complicada. Tenho receio de dar um  ATCHIM! ou de me assoar porque ainda podem pensar que eu estou com o virús, mas não estou leitores, não possuo qualquer tipo de sintomas. Este blog não contagia! Fiquem descansados :)

a big hug for a big friendship



Porque é que as pessoas só comemoram os anos de namoro e casamento, e não comemoram os de amizade também? É porque as amizades não duram, ou porque as pessoas não dão tanto valor à amizade como dão ao amor (que por vezes nem existe)? Não quero saber se um ano é pouco tempo para uma amizade.. Sei é que só neste ano inteiro (19/09/2008 a 19/09/2009) apareceu uma rapariga na minha vida que faz por mim o que nunca ninguém fez. Sabem aquelas amizades mesmo fortes fortes e fortes? Que nem um rapaz, nem uma rapariga destroem? Ninguém mesmo. Ninguém nos consegue nem vão conseguir separar-nos. A ti, devo-te um obrigada por seres quem és. Por tudo o que fizes-te e continuas a fazer por mim. Um gosto de ti, grande e sincero.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

a boa noticia deste ano lectivo é que...


-quase que(?) não comprei livros escolares nenhuns, o que fez com que eu poupasse 233.28€ (duzentos e trinta e três euros e vinte e oito cêntimos)! Ainda não tenho a certeza, mas se alguma coisa correr mal, o único que tenho de comprar é o de matemática!

hoje é ...

(Eu também gostava de estar assim, descansadinha da vida!)
....... o meu último dia de férias!
Ainda nem acredito que amanhã, é aquele dia em que vou ter de começar acordar um bocado depois do nascer do sol, que vou passar não-sei-quantas horas dentro de monoblocos, que vou chegar ao fim do dia cansada e ainda vou ter que estudar! Antes ou depois do ténis. Quando ainda não me sentir cansada tenho sempre alguma coisa que me ajude a ficar completamente estafada. Já para não referir as explicações ás segundas! Enfim, é a partir de amanhã.
Porque hoje acordei ás 9 para ir à reunião ás 9h.30m para ficar a saber que temos um plano de contingência (relativamente à gripe A), que temos uma sala de isolamento, que se apresentarmos sintomas de gripe é chamado um funcionário com um kit (termómetro, máscaras..); que para além da gripe temos que nos sujeitar com as obras, seja o barulho, ou as aulas nos monoblocos (que, por acaso, a minha prof. de inglês tinha razão quando dizia que aquilo era melhor que a maioria das nossas salas - tirando a parte em que quando estivermos a ter aulas no rés-do-chão vamos ter que ouvir barulhos dos monoblocos que estão por cima, no primeiro andar), que temos de ter cuidado quando quisermos abrir as portas dos monoblocos, porque os corredores de metal são relativamente pequenos, e como as portas abrem para fora, alguém pode estar sujeito a levar com a porta pelo nariz; vamos também parecer os meninos da escola primária que entram para a sala atrás do professor, porque são regras que temos de cumprir. Mas como são só coisas boas, vou dizer uma má... É que ainda vou ver a escola toda pronta antes de me ir embora para o superior, portanto, não estou nada mal! Como se isto tudo ainda não bastasse, voltamos ao inicio deste post, vou ter muito, mas muito que estudar este ano. O que também não é nada difícil, claro! Difícil se calhar é uma palavra muito forte, que tal.. complicado? Bem, mas temos que ser optimistas... Não nos podemos mentalizar que lidar com tudo isto é complicado, e mau, porque no fundo é muito prático lidar com todas estas situações..!

estou revoltada com os gajos, e então?



Pode ser que um dia, ou por um dia, eu deixe de estar!
Fui explicita?

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

"amanhã toda a gente vai falar deste ponto"



DEFINITIVAMENTE!
Foi o seu penúltimo ponto para a vitória, e foi um show.

chegou o dia..


... em que comprei a minha primeira raquete!
Depois de um mês "parada", vou voltar então aos treinos, e agora, com a minha raquete. É tal igual a da imagem. Estou anciosa para jogar amanhã com ela :)

há uma coisa que me irrita seriamente (na minha cadela pequenina!)

 
A minha cadela é uma marota e tudo quanto apanha, quanto rói! Nós comprámos uns ossos todos XPTO, e uns brinquedos, mas ela em vez de se contentar com isso.. não! Mal apanha as minhas cuecas, pimba..! É mesmo isso. Esta tolinha deu-me cabo de umas quantas cuecas (já lhe perdi a conta) e eu tive de ir comprar uns quantos pares. Isto, hoje em dia, há de tudo, sinceramente! Isto sim, irrita-me seriamente nesta cadela! Ás vezes dá-me vontade de sei-lá-o-quê! Chama-se Nina, tem um pêlo que parece um peluche, é uma Yorkshire, e ás vezes lá lhe dá para fazer das suas. E eu gosto muito dela (principalmente quando tem a boca fechada, é que os dentes já se fazem sentir!).

sábado, 12 de setembro de 2009

o meu já está a acabar portanto já está na hora...


de me oferecerem outro. Estamos um bocado fora da época do meu aniversário, portanto... Pode ser como prenda de natal?Eu sei que já não falta muito.. eu sei!
Black Xs, paco rabanne

correio para mim :)

 
Chegou assim de repente da MIMI do blog "My Dance Floor" para mim :) 
É bom receber estes miminhos, o meu blog agradece. Pronto, e como faz parte dos selos, temos que escolher os tais 10 blogues e avisá-los que receberam um selinho nosso, e depois os convocados têm que escolher outros 10 e claro temos que dizer de quem veio o miminho. Meus amores, sabem que estas coisas dos selos, são muito bonitas e são um grande mimo. Este selo quer dizer que vale a pensa estar de olho naqueles tais 10 blogues. Mas como eu já recebi alguns selos e como os convocados são sempre os mesmos, sei que não mete piada. Eles sabem bem quem são e merecem receber mais este selo da minha parte, e apesar de não estar tanto de olho noutros blogues, este selinho vai para todos os meus seguidores, sim, todos! Aqueles que são pontuais e que cada vez mais dão vida ao meu blog, com as suas expressões! E claro, um obrigada à Mimi! ;)

post #556

Meu Querido Blog, 
Já estamos juntos nesta viagem há algum tempo, e sabes que nem sempre o tempo está a nosso favor, por isso cada vez menos é o tempo que temos para aproveitar. E com a preguiça e o cansaço de um lado para o outro, para não falar do calor, e do meu feitio instável só hoje decidi vir aqui partilhar contigo e com todas as linhas que se vão acrescentando ao blog. 
O quanto eu precisava destas férias e o quanto não me custou aceitar a oportunidade de trabalhar no Verão. Se fosse hoje pensava melhor. Não estou a dizer que me arrependo. Eu não consigo estar parada. Se estiver parada durante muito tempo é como se me tivesse esquecido das coisas, como se tivesse estado tanto tempo a aprender para depois não tirar partido do que aprendi e esquecer. E isto foi dos primeiros motivos que me levou a dizer que sim, sem hesitações. Depois, porque sabia que oportunidades como aquela não chegavam daquela maneira a qualquer hora, e não a podia deixar escapar. Ou porque sabia que para além de poder usar os meus conhecimentos e a minha maneira de ser, podia tornar-me noutra pessoa e aprender mais coisas, por isso não foi tarde nem foi cedo! Já para não falar que para um primeiro emprego, foi como achar uma agulha num palheiro. É claro que isto não teve só as coisinhas bonitas e interessantes que acabei de escrever, consigo este trabalho deu-me a oportunidade de conhecer muitas pessoas e de saber lidar com metade delas. Há pessoas que pronto, de facto, não têm o mínimo de respeito. Quando eu ainda não trabalhava achava que as pessoas tinham de ser competentes e que se assim não fosse, não mereciam estar onde estavam. E isso foi uma das coisas que eu tentei ser, competente. Ser capaz de lidar com a maioria das situações, com a maioria das pessoas e estar a par do trabalho que estava a desenvolver. E se alguma vez me disserem que não estive à altura, não me podem dizer que não tentei. E muito menos que relativamente a outras pessoas, eu não estive à altura. Porque estive. Superei várias coisas e várias pessoas mas também tive as minhas quedas. Umas como se tivesse caído do céu sem para-quedas. No momento, não foram coisas boas, mas agora, "já passou". Foi uma experiência de vida, sem dúvida e disso eu tenho orgulho. 
Mas isto roubou-me o tempo que eu precisava para mim, para descansar, para recuperar, para me divertir, para ir de férias, para fazer aquelas viagens, para viver a minha vida, e isto fez-me muita falta. Achas que só esta semana de férias chegou para fazer isso tudo? Não não chegou, nem lá perto. Mas pronto temos que saber abdicar de certas coisas e fazer certas escolhas. Agora não há volta a dar e não me posso arrepender, porque sei que se estivesse de férias ou me ia cansar de andar de um lado para o outro, ou ia-me fartar de estar em casa sem fazer nada. Ao menos assim sempre fiz alguma coisa de útil para a sociedade, e para mim, principalmente! Isto é uma das coisas que tenho para te contar, e espero que ao longo dos dias vás lendo os meus pensamentos e vejas o que é a minha vida. Eu cá vou tentando aparecer para escrever mais um bocadinho e ler mais um bocadinho. As páginas que ficam para trás. Sim refiro-me aos blogues dos meus leitores e ás suas escritas, as suas linhas. 
Esta foi a minha primeira página de uma nova etapa, quem sabe. 

"e a burra sou eu?"


Será que não percebem que eu, tenho uma certa razão, hum?
Porque é que se riem com a minha maneira de falar especialmente quando digo Aveiro e não Áveiro? É que não está lá nenhum acento para se ler Á-VEI-RO,  lê-se A-VEI-RO! É ou não é?
Perceberam? Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. Aveiro. . . . .

parabéns


à Ritinha que entrou para Coimbra, ao João que entrou para a Nova (lx), ao Fábio que entrou para o técnico(lx), ao João que entrou para Aveiro e a todos os outros que entraram para o que decidiram meter nas opções e que com sorte entraram logo na primeira! Espero um dia também entrar assim, à primeira. Por enquanto, pronto as férias já estão a acabar e lá vem mais um ano lectivo que depende de mim. Espero que as praxes não sejam duras e que o curso também não, e espero que tenham entrado para o que gostam, principalmente! Depois de saber que os que entraram o ano passado, como a Flávia e o tó que entraram para Lisboa me terem dito que estavam dispostos a receber-me e a oferecer-me alojamento, pode ser que com estes tenha a mesma sorte (apesar de nunca ter usufruido de tal!)
Ah e ao Mário, que pronto continua em Coimbra e apesar de ainda não se engenheiro já é um grande chefe de cozinha :)