segunda-feira, 27 de julho de 2009

coisas que me baralham a cabeça e o coração


Eu sei que tenho um grave problema com relações. Não me chamasse Daniela e não fosse do signo Gémeos (e agora para vocês, maluca).
Para além de achar "que tudo o que é de mais enjoa" tudo o que é a menos, o coração não sente.
Meus, detesto que queiram estar 24h sobre 24h em cima de mim, a dar-me em cima, sem me darem espaço para respirar. E isso cansa-me, farta-me e enjoa-me e muito tempo foi o que pôs fim a uns relacionamentos.
Mas, meus, quando falo 24h sobre 24h é quanto à presença, quanto a uma pessoa estar com a outra.. Não me refiro a outras coisas.
Uma coisa mesmo bacana (e difícil de encontrar) é alguém que queira estar connosco não um dia inteiro mas sim um minuto, uma hora, um curto espaço de tempo (e não me perguntem o que é um curto espaço de tempo sff... - é apenas tempo suficiente que depois faça sentir saudades e não que nos faça sentir vontade que aquele momento acabe), e que para além disso faz questão de ser sincero, quanto aos seus sentimentos e às suas opiniões, quanto ao que quer para si, e para um "nós" (se isso for uma coisa que conste na sua "lista"), que nos momentos em que não está presente não faz vários telefonemas seguidos no mesmo dia, mas que tenta fazer porque não um num dia... E que nos surpreende! Porque se sabe bem ouvir o outro lado também temos de aprender a ser o outro lado. Faço-me entender?
Se há pessoas que consideram outra pessoa especial, porque é que não estão dispostas a demonstrar isso, porquê?
Os sentimentos não são feitos só para se sentirem, são feitos para também serem partilhados. E se não fosse assim não "nos partilhávamos" com outro alguém! É ou não é? E se não há nada para partilhar... Simples.. Não se partilha.
Uma relação requer tempo, tempo para nós próprios, tempo para o "nós", requer sinceridade e carinho principalmente e quanto ao resto são ingredientes adicionais para uma relação saborosa. Para receber, é preciso saber dar. E não é um a dar o braço a torcer, mas sim os dois. Não estamos juntos na mesma viagem? É que para mim uma relação é quando uma coisa, ou uma pessoa está interligada com outra, quando algo as une. Mas isto é só o meu ponto de vista

2 comentários:

Hermione disse...

compreendo-te.

Mário Duarte disse...

Eh mulher complicada...

Seja como for concordo contigo numa coisa...relação que dura tem de ter um tempo para "mim" e um tempo para para "nós"...se for só "nós" a coisa não funciona...mas esta coisa é muito mais complexa do que à partida parece...