segunda-feira, 13 de julho de 2009

acontece quando mais precisamos


Um dia, assim de repente, mal acabam de acordar sabem que têm a oportunidade de ir até outra cidade estar com outra pessoa (vamos, supor, um amigo). Nem têm tempo de tomar um duche, vestem assim das primeiras roupas que vos aparecem à frente (de modo a que vos façam parecer minimamente bonitas) e aí vão vocês encontrar-se com alguém enquanto a vossa mãe trata doutros assuntos dizendo-lhe que vão matar saudades de umas amigas. Troca de mensagens, no tal sítio, um "estou quase a chegar", ficam à espera e de repente, assim de repente, apercebem-se que o vosso telemóvel está a ficar sem bateria! Bonito. Para pessoas como eu que só sabem os números dos pais e do irmão de cor e é porque já têm o mesmo à uns anos, não sabem o das melhores amigas e muito menos dos amigos, também acho que sim, ficar sem bateria é muito bom mesmo! E depois, "o que é que eu faço agora? Vou ali à cabine, ligo para a minha mãe, digo-lhe que fiquei sem bateria, peço para ela ligar aquela amiga para aquela amiga ligar aquele amigo... Possas não posso sair daqui.. Se ele aparece, eu não tenho bateria e não há maneira de nos vermos" E ali fiquei eu. Sem bateria. É sempre assim, quando mais precisamos de falar com as pessoas é quando o nosso telemóvel se farta de nos aturar, então, o que decide fazer? Desligar-se. Por falta de bateria. Felizmente alguém apareceu e depois de lhe contar a situação disponibilizou-se para me ajudar - a pessoa de quem estava à espera. E depois da ajuda, veio a esplanada e o jardim!
Vou começar a andar com outro telemóvel dentro da mala (de preferência sempre carregado, para quando este se lembrar que está prestes a morrer o outro o substituir) !

3 comentários:

Anjo-sem-asas disse...

Odeio quando isso me acontece!

Hermione disse...

é verdade, a mim tb ja me aconteceu isso algumas vezes e é muito mau.

Lady me disse...

Ai que azar! Eu ando sempre com 2 telemóveis xD

Pelos menos acabou bem! :)