sábado, 4 de abril de 2009

todas as pessoas na vida têm um amor impossível

"(...) Outras vezes, ele é um amigo muito próximo, demasiado próximo porque lhes demos excessiva confiança e já caímos na asneira de o amarmos sem exigir nada em troca. É por causa dele que (...) dos quais só nós vemos o resultado. E ele entra e sai da nossa vida conforme lhe dá na gana e ás vezes, num arremesso de insensibilidade tão habitual num homem, relata as conquistas e desabafa as tampas que levou. E nós engolimos em seco, mas aguentamo-nos até ao fim e só quando a porta bate é que a tristeza e o desespero chegam para se vingarem da nossa estúpida e inútil abnegação.
São assim, os amores impossíveis. É impossível viver sem eles e insuportável vivê-los. Habituamo-nos a eles como uma chaga cujas cicatrizes nos hão-de dar, ao menos, uma medalha de heroísmo.
É claro que o nosso amor é impossível porque sempre o foi. O que quer dizer apenas em bom português que nunca nos ligou o suficiente para nos sentirmos possíveis na vida dele. Mas em vez de nos desmotivar, esse quase desprezo que é um misto de complacência e egoísmo, faz crescer em nós uma vontade absurda e inesgotável de lutar por ele. Só porque o orgulho e a teimosia nos conduzem cega e inutilmente a desejar sempre o que não temos.
Mas um dia a sorte pode mudar. (...) E não há fome que não dê em fartura. (...) E a pouco e pouco o pedestal vai baixando como um elevador do princípio do século, lentamente e sem dor, até ao nível da nossa esquecida lucidez.
O encanto quebra-se a cada defeito que nos salta escandalosamente à vista. Enterrados os sonhos, pouco ou nada resta. Ás vezes, uma boa amizade e uma dose de riso que levamos para casa e que tomamos todos os dias por termos sido tão ingenuamente enganados por nós próprios durante tantos anos."
excerto da crónica 'amores impossíveis' de Margarida Rebelo Pinto

E é isto meu amigo que me lembras sempre. Não há dúvidas, és mesmo tu. Porque sempre foi e sempre será assim até que o tal dia chegue. Independente do que quer que seja ou do dia em que deixo esta paixão por ti, serás sempre o meu melhor amigo de sempre e para sempre, porque és quem és, e por tudo o que juntos vivemos. Agora eu não quero que sejas a minha paixão, porque eu fartei-me de correr para ti, mas na verdade não sei viver sem ti. Eu posso gostar por demais outra pessoa mas tu és o meu bichinho.

Sem comentários: