sexta-feira, 10 de abril de 2009

em consideração

Eu só podia 'tar sobre excesso consumo de drogas para cometer tamanhos erros! Vá, pronto. Eu sei que não é bem assim. Teve as suas coisinhas boas, menos boas, más, horríveis, péssimas, que por isto só sei que não passam de meros erros da vida. Mas também é com eles que crescemos. Se calhar se hoje lá voltasse (por pior que tenha sido) cometia o mesmo erro, porque afinal passo muito tempo nisso, a cometer os mesmos erros outra e outra e outra vez.Por mais cabeçadas que dê parece que é divertido (como se soubesse bem) bater com a testa na parede! Sinceramente. Até ao momento em que me farto e pego nesses meus erros todos aperto-lhes o pescoço, agarro-lhes na cabeça e faço-os dar tantas cabeçadas como eu dei! Eu juro que há-de chegar o dia. E o dia d'hoje chegou para me lembrar que esses erros até me fizeram bem, fizeram-me crescer!

1 comentário:

Rabisco disse...

Os erros servem para isso mesmo...crescer.
E por vezes doem, doem mesmo muito.
Mas não seríamos aquilo que agora somos sem os termos cometido e, melhores ou piores, somos.
Isso, minha cara, é o mais importante!
Por isso sorri!
:)