quinta-feira, 30 de abril de 2009

Nunca vi escrever tão cedo... Como já estava um quanto atrasada para a primeira aula (apesar de me ter levantado ás horas habituais) decidi não ir. Sim eu sei podia ter ido, mesmo apesar de ter falta (ou quem sabe por sorte não ter) mas não-sei-porquê, fiquei.
Como não sabia o que fazer (pronto até sabia, podia voltar a dormir, mas tenho um grave problema.. primeiro que adormeça... sim por mais sono que tenha custa-me muito adormecer ou voltar a adormecer) em vez de ficar no meu quarto no meu computador, não.. Decidi dar uso ao portátil e vir para a sala. Aqui ao menos sempre posso ver canais da tv cabo que não chegam ao quarto (no quarto são só 40 aqui são muitos mais que 40) mas liguei a televisão para ver as noticias. E para não comecar mal o dia desliguei. Só ouvi mesmo a da gripe suína ao que parece o número de mortes no méxico já vai em 176, e a Europa não se safa, pode por enquanto ainda não haver registos de morte, mas há uns quantos afectados(encontrei aqui um artigo, mas não sei qual é que é mais mentiroso, se era o da televisão ou se é este). Lembrei-me que ontem também disseram que Portugal estava bem protegido e que não havia razões para alarme. Tudo bem meus queridos. Os portugueses confiam tanto nos políticos que não tarda nada estamos como o México.
Continuando, as minhas andanças pela internet de manhã dão em muita como isto..

"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite.
É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje.
Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição.
Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.
Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo.
Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido.
Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho.
Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus.
Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.
Se as coisas não saíram como planeei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar.
O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma.
Tudo depende só de mim." Charles Chaplin

1 comentário:

baby piggy disse...

E o teu dia, como vais faze-lo?