terça-feira, 14 de outubro de 2008

O tempo vai passando e há coisas que ouvimos e por vezes até nos passam ao lado, por vezes até nem damos valor, outras até damos valor a mais... Para além de só ser dona da minha vida, só eu sei como a vivo e como a vejo... Digo coisas com e sem sentido mas a verdade éq deveria dar mais valor a umas coisas q a outras... Diz-se que estamos sempre a aprender e dependente da vida deste e daquele mas principalmente com a nossa vida éq esta teoria é baseada. Cada dia q passa é mais um degrau a subir, e a também a aprender ,.. não só do mundo, da vida mas sim na nossa vida e do nosso mundo.

esta é mais uma daquelas histórias deprimentes sem qq tipo de interesse para qualquer tipo de leitor, mas eu faço questão de contar na mesma..

Ao longo dos anos estamos sempre a aprender, a aprender com os nossos erros e com os erros dos outros, com as nossas atitudes, com o que se passa na nossa vida, com as pessoas que entram na nossa vida e por aí fora... Mas mesmo assim estamos sempre na mesma! As minhas teorias baseiam-se no que vivi e no que hoje vivo, ou como vivi e como hoje estou a viver.. no fundo, sou uma sobrevivente.

É óbvio que raras são as pessoas em quem realmente podemos confiar, são mesmo raras! no meu ver, e no minha vido se,pre achei q toda a gente que se conheçe merece a minha confiança, a minha amizade, e por isso dou-a de mão beijada. Mas é incrível que depois de ser assim o q me é devolvido é mero sofrimento, meras desilusões... Qualquer dessas pessoas faz partido de coisas (mínimas e enormes) a q dou imenso valor, mas é normal que para essas pessoas não tenha, mas é incrivelmente estúpido como gostam de ter atitudes dessas,.. mas aposto que se fosse ao contrário não iriam ter tanta vontade de rir.. Achamos que neste mundo somos todos iguais, e q somos tão perfeitos, mas é claro que é mentira... e ainda bem q não somos todos iguais.... Por vezes, na minha vida, os conhecidos chegam mesmo a ocupar aquele lugar importante onde só deveriam estar os amigos, porq esses conhecidos podem não me dizer nada, mas ás vezes provam que merecem tanto como os amigos... e é por certas atitudes de cada pessoa que conheço que ás vezes questino 'será q temos amigos, ou apenas momentos de amizade?' chega a uma dada altura em q uma pessoa se questiona e pergunta isto a si mesmo, e isto é coisa que me aconteçe vezes sem conta.. Eu sei bem quem são as pessoas que pouco se preocupam comigo (mas preocupam), sei bem as q mais me tocam e por cada gesto seu, sei de cor cada sorriso e cada lágrima que juntos vivemos, sei disso.. mas também sei q ás vezes desconfio do tal amigo ou da tal amiga... será q ela/ele foi contar isto q lhe contei aquele/aquela? sim desconfio, é verdade. Tal como eles estão comigo e me contam isto e aquilo o me garante mesmo? cadê a confiança? é verdade, é verdade. Mas eu, eu tento ao máximo guardar as coisas de cada um, de nós dentro só de mim... Se ele/ela me contou é porque vale a pena fazer valer a pena... amigos, eles são raros mas existem, mas serão amigos ou serão pessoas que controem momentos de amizade? eles são importantes, lá isso são..

Mas mais importantes ainda são os nossos pais. Não duvidem. Vou certamente referir-me aos meus... o meu pai que apesar de me ter magoado no passado, durante o meu nascimento trabalhou para me dar a vida que tenho.. a minha boa qualidade de vida deve-se ás 16h q ele trabalha por dia.. não é exagero nenhum, são 16 qd não são mais, no duro. Ele é um bom pai... Tudo oq tenho na minha vida é o maior carinho dele, e o único, mas é poderoso.. E a minha mãe? Aquela mulher linda e chata... Um amor de mãe.. é insuportável é,.. quando me chateia com a maneira como falo, com as minhas atitudes, mas ela atura o meu mau-feitio.. e apesar disso 'tal filha, tal mãe' e ambas somos resmungonas, uma tem q falar mais alto que a outra, mas por vezes lá páro para pensar e ver q ela mereçe muito mais do q lhe dou... Sempre q posso faço sempre algo que ela peça, ou algo voltuntário só para a poupar a isto e áquilo.. é o minimo.. Mas eles são as pessoas mais importantes da minha vida, estes não os quero perder por nada mesmo! É graças a eles, q tenho a vida que tenho, que vivo neste mundo para este mundo e no meu mundo... para além deles também veem as avós que durante a infância me foram mães e serão sempre.. e o irmão claro,.. é um parvo, mas é o único.. e até gosto dele.. a nossa infância dez de nós meninos bonitos :p

Mas na minha vida o importante é mesmo entender que não posso estar sempre a cometer o mesmo erro, depositar confiança e amizade em pessoas que não merecem, aprender a dar valor a certas coisas e certas pessoas, aproveitar cada oportunidade porque sei q 'só me arrependo do q não fiz', que o dinheiro não é tudo, que não me interessa chamar amigo/a a uma pessoa se essa mesma não me considerar assim, aprender que não posso evitar conversas importantes, uma conversa pode mudar muita coisa, aprender a escutar tudo o q outra pessoa tenha para nos dizer, ver as coisas boas e menos boas como factores para crescer, para nos tornar fortes e maturos. Estamos sempre a aprender e é bom ver isso... não temos só q aprender com a vida dos outros e o q se passa com os outros, é com a nossa vida, na nossa vida.

E os sorrisos que o gps perde por vezes? e as lágrimas que o tempo leva? e as rasteiras que nos pregam no coração? e os sonhos de que nunca devemos desistir? e o força que ganhamos pelo fracasso cometido? isto tudo são fortes motivos para saber viver. Não há nada que vala mais a pena na vida do que viver... Viver da nossa vida, para a nossa vida, no mundo e para o nosso mundo! Temos que ser nós a lutar por tudo na vida, não é o céu que faz milagres nem o vento que os trás, somos nós q os construímos.. é óbvio q se também podesse voltar atrás, mudaria certas coisas, mas não me arrependo de cada castigo merecido, de cada derrota, e de cada vitória.. nesta minha vida eu só quero aprender com a minha vida e com todas as minhas teorias, por vezes baseadas nas de muitos outras mas q acabam por fazer grande sentido.. quero ir á luta com determinação, com os meus objectivos, com os meus sonhos, eu só quero continuar a ser culpada e sobrevivente da minha própria vida

13h12min

Sem comentários: