quinta-feira, 31 de julho de 2008

posso afirmar completamente que é um sonho, e daí?



afirmo completamente que é um sonho, e daí?

é um sonho que luto por conseguir. pode ser uma estupidez para esta amiga ou para aquele familiar, ou para aquele desconhecido que te critica a torto e a direito, mas e daí? se não há amigos que apoiem tenho que lutar a dobrar. atenção não é fama, é trabalho. sei perfeitamente que não tenho o corpinho de modelo, mas para isso existem os gyms! mas não basta ter o corpinho, não basta a beleza, ser modelo não é fácil (de certezinha), mas quando nós queremos muito uma coisa é agarrarmo-nos a ela de maneira a conseguirmos. eu quero isso. e quero tentar, por mais estúpido q seja para os q me rodeiam.
andava aqui de volta daas páginas da web á procura de coisas sobre modelos e agências e encontrei uma noticia sobre modelos, e que ser modelo não é fácil e coisas assim, e nada do que está ali escrito é mentira. e a noticia no meio diz assim:

'' (...) não é preciso ter um curso para se ser modelo. Uma jovem pode estar calmamente no supermercado ou a tomar café numa esplanada e ser abordada por um booker que lhe estende o cartão. "Quem está nesta área está sempre a trabalhar", (....) Os próprios pais estão muito disponíveis e incentivam os filhos a experimentarem." Os pais têm de assinar contratos, dar autorizações e apoiar os filhos, mesmo quando eles faltam às aulas ou começam a deixar para trás os estudos. (obrigada mãe, por Novembro de 2007!) (...) "Procuramos pessoas que estejam em idade de ser trabalhadas. Eu acredito que não existem manequins, trabalham para ser manequins", (...) "Com 14, 15, 16 anos é uma boa idade para começar, mas não a tempo inteiro. Nunca exigiríamos a uma pessoa tão jovem um trabalho tão sério como este pode ser e com estes níveis de responsabilidade." (...) Os primeiros tempos são de aprendizagem e testes. "Às vezes vemos as manequins e aquilo que podem ser. Mas elas ainda têm de crescer para ver isso." O processo demora entre seis meses a um ano, até que possam de facto estar no mercado. Mas não basta ter 14 anos e uma carinha laroca. Há outros requisitos. (...) "Para se ser modelo tem de se ter as características físicas. As medidas são importantes. Depois, têm que ter boa pele, bom cabelo, bons dentes. E é importante que tenha personalidade, que tenha atitude, vontade de trabalhar." (...) As medidas. É impossível fugir a elas. (....) analiso primeiro a fotogenia e a telegenia e só depois olho para as medidas." Mas tem de olhar. E é nesse momento que tudo verdadeiramente se define: "Eu não mando ninguém emagrecer mas a verdade é que quem é gordo não pode ser modelo. Lamento mas é assim. Uma rapariga com mais de 90 centímentos de anca pode ser muito gira e fazer outras coisas mas não desfila na passerelle." "É sempre complicado, nós lidamos com miúdas e miúdos muito novinhos, mas tem de ser", (...) "Por muito que me custe tenho que dizer a uma miúda de 15 anos que até é gira, que lá no liceu faz imenso sucesso, mas que se calhar para a moda precisa ser um pouco mais alta ou um pouco mais magra. Quem não tem aquelas medidas pode fazer outras coisas mas não faz desfiles." (...) Podem, por exemplo, fazer publicidade, tornar-se actores ou apresentadores de televisão - e são cada vez mais as agências de modelos que têm departamentos ligados a estas áreas. Mas para desfilar mesmo, para ambicionar estar um dia em Milão, em Paris ou Nova Iorque, uma modelo tem que ter o corpo ideal, sobretudo se for mulher. Apesar desta pressão enorme, que todos admitem, a palavra anorexia é quase um tabu no mundo da moda. "A anorexia existe mas não se comenta muito, todos nós temos um certo receio de falar nisso" A morte de alguns modelos, no ano passado, pôs a nu, definitivamente, uma questão que todos queriam evitar. Desde então, algumas passerelles estabeleceram medidas mínimas para as modelos. E, este mês, a semana da moda Londres não admitia jovens com menos de 16 anos. A ModaLisboa não tem requisitos mínimos, esclarece Paulo Gomes, responsável pelo casting do evento. Em Portugal, a anorexia existe mas é rara, dizem-nos. Haverá casos, talvez, entre os modelos que estão no mercado internacional. Mas o discurso politicamente correcto diz que uma modelo para ser bela tem que ser saudável. "Uma pessoa doente não tem bom aspecto", diz Luís Graça. "A magreza exagerada, como a gordura exagerada, não tem nada a ver com beleza"(...) "O risco de anorexia não existe só entre os modelos. E o trabalho só por si não é mau, se for um part time pode ser divertido", [adorava poder dizer que sim!] "Mas é preciso ter em conta a estrutura de cada jovem, o contexto familiar e a pressão social. Se a imagem corporal for muito valorizada e a pressão for muito grande pode haver problemas." E os problemas não têm só a ver com dietas. Podem ser esgotamentos. As raparigas que passam horas nos ginásios, que andam sempre impecáveis, depilação total, unhas perfeitas, cabelos lindos, pele cuidada e que, mesmo assim, se desdobram em castings e são constantemente rejeitadas sofrem uma pressão que não tem nada a ver com a vida simples de uma liceal. Entre as mulheres, a competição pode mesmo tomar contornos de malvadez. É preciso estar preparada para sobreviver às partidas das colegas - que podem roubar os sapatos ou o telefone, só para impedir outra de chegar a tempo e horas a um casting. Desenganem-se os que pensam que é só chegar lá e sorrir. Perguntem a quem quiser. Dá muito trabalho. É stressante. E nem todos aguentam. "É bom que um modelo tenha sonhos e seja ambiciosa, mas também é preciso gerir as expectativas e ter os pés na terra", assegura Miguel Blanc, director de L'Agence. "O sucesso depende mais da personalidade do que da beleza. A beleza é a condição básica mas a personalidade faz a diferença."

acho q isto diz tudo. sou uma miúda de 15 anos que só procura moda fotográfica e representação como 'part time'. uma miúda q sabe q só com gym poderia lá chegar.. não não passo dos 90 cm de cintura, tenho 72, pelo menos era oq estava no formulário do modalfa fashion dream..
também não pretendo ficar anoréctica ou ter um esgotamento, mas nada na vida é fácil, nem mesmo o 'não fazer nada'.. os objectivos só se conseguem com trabalho. eu quero isto. mas não quero largar os estudos de modo algum. este é mais um dos meus sonhos e daí?

Sem comentários: