domingo, 1 de junho de 2008


Ha' muito para dizer.

A escrita da vida que fica muitas vezes por contar. Desabafos q por vezes nos faziam bem, mas pessoas como eu guardam tudo so' com elas. Sei que 15 comparados a 17 ou mais são muito pouco, sei que nesta idade as coisas são uma brincadeira e nunca podemos levar tudo a sério, sei que também não convém levar tudo a sério, sei que levar tudo a sério pode-me trazer muitos mais problemas. Estou a falar como se tivesse realmente muitos problemas, quando so' tenho alguns, mas não pensem que queria mais q estes já me dão cabo da cabeça. Na verdade, até nem sei bem como me ando a sentir ao certo.. há momentos em que levo tudo a sério, há momentos que não pa'ro de sorrir e é como que me esquecesse de tudo, há momentos indiferentes, insignificantes, marcantes ou até mesmo pendentes. Por um lado dou-me feliz por ter uma vida que sei que metade das miúdas e miúdos das minha idade não teem, eq os pais desses morrem a trabalhar por um futuro melhor, eu sei mais ou menos o que isso é... Os meus pais matam-se a trabalhar por mim e eu faço do esforço deles um orgulho de 15 anos. Lá no fundo sei que o que eles se matam a trabalhar não me recompensa... Ultimamente o ambiente tem sido só isto, 15 anos, dar problemas , ou seja, q sou um bocado problema para eles, mas no fundo eu não quero ser isso , só quero aproveitar a minha vida, porque se não a for aproveitando hei-de querer aproveita-la e não poder. Pais, eu adoro-vos e este ambiente não me agrada, mas eu sei que vocês teem toda a razão e por isso estou a tentar esforçar-me por coisas melhores. Peço desculpa por não ser q rapariga que gostavam que fosse, por não ser a menina certinha, com boas notas e etc. , mas na verdade sou feliz por ser quem sou. Faço o minimo para alcançar certos objectivos, amdito, mas a minha vida não é um conto de fadas, ou mesmo um filme... ( eu também gostava que fosse) sei que o esforço que vocês fazem por mim, não é metade do meu pelo que tenho, mas vou tentando sempre dar o meu melhor. Pondo o 'problema' de familia de parte, gostava que certa gente deixasse de falar da minha vida e dos que me rodeiam, porque ninguém tem nada a ver com isso. as coisas não correm sempre bem, tudo o que nasce morre, a determinada altura. custa-me ver por um lado que certos pontos de vista não são iguais, mas ainda bem q somos todos diferentes. sei que para muitos já fui uma desilusão mas nunca pensei que ainda houvesse gente pior que eu, mas não é para me gabar como certa gente o faz... e para certa gente que faz o que faz a pensar que me afecta muitão, podem por isso para o lado, porque não afectam.. 'just kiss my ass' ;O dass. este mundo está horrivel, cada vez mais virado de pernas pró ar. primeiro mini-desabafo.

Sem comentários: