terça-feira, 8 de abril de 2008


Eu estou-te a largar como quem larga o céu quando escurece,eu estou arrependida por tudo oq te fiz e faço sofrer, eu não consigo voltar a viver a magia que partilhámos durante todo o tempo,
eu já não tenho forças para no minimo, fazer que tudo mude, eu já não sei como conseguir ser a pessoa que mereces. Tu és ouro, e como tal, nem todos têm acesso a ele. Eu tenho-te e não sei como te guardar, eu não consigo, eu não tenho forças. Um pedido de desculpas não vai chegar por tudo oq te tenho feito, eu sei... e admito que sou mesmo uma parva. Ha' que ser realistas, e ver q "tudo oq nasce, morre" .. Mas isto não esta' a morrer, esta' a perder a cor.
Eu não posso pintar oq não devo pintar, desculpa por o têr feito. Gostava que entendesses tudo oq ha' de mal dentro de mim, mas eu pro'pria não consigo falar sobre tudo oq trago dentro de mim todos os dias. Os u'ltimos tempos têm sido dificéis, eu não estou a complicar,
mas admito, que facilitar é tudo oq não estou a fazer. Apenas quero melhorar oq temos juntos.
Se esta relação não tem sido a melhor coisa, nós podemos mudar isso.
Ca' dentro isto magoa-me a dobrar. o meu céu escureceu, e não sei se volta a brilhar.
Quando realmente te fizer entender tudo a' minha maneira brusca, sei q não me vais querer voltar a olhar da maneira que olhas.. Mas peço-te q faças um esforço como oq fiz em muitas coisas. Eu so' te quero do meu lado para tudo e para todo o mundo, mas não desta maneira.
Tu és para mim, uma pessoa realmente q faz parte do meu ser. Tu não tens culpa de nada, a amizade e' o nosso ouro. Eu jámais te largarei como quem larga o céu qnd escurece.Eu jámais te deixarei parar de brilhar... e' para sempre, mas de maneira diferente.
E's um bem precioso que não deveria ter, mas que não quero largar.

Sem comentários: